man feeling chronic joint pain


A medicina ocupacional tem uma abordagem de prevenção, rastreamentoe diagnóstico precoce de agravos a saúde relacionados ao trabalho, além da constatação de existência de casos de doenças profissionais ou danos irreversíveis a saúde dos trabalhadores. Hoje em dia a medicina ocupacional é imprescindível, pois as doenças chamadas ocupacionais afetam a vida de muitos profissionais de todas as classes sociais e também daqueles que exercem todos os tipos de atividades, desde atividades braçais até somente intelectuais, especialmente aqueles expostos a situações de risco.

Não são poucas vezes que as pessoas acabam prejudicadas fisicamente, a ponto de ser até afastadas do emprego. A doença contemporânea que mais tem ocupado a medicina ocupacional é o LER, trata-se de uma doença que não apresenta sintomas aparentes, como febre, manchas, etc pt.wikipedia.org. Os sintomas são o inchaço e a dor, mas é preciso descartar a possibilidade de o problema não ser artrite reumatóide, que pode apresentar sintomas parecidos com a LER.

A medicina ocupacional identifica as doenças que são ou não causadas pelo esforço do trabalho, assim como os procedimentos necessários para evitar os males pt.wikipedia.org. Postura correta, mesa cadeira apropriadas e uso de apoios de qualidade para os punhos e as mãos são fundamentais e indicados pelos profissionais da medicina ocupacional, como forma de prevenir o LER. Remédios contra dor, fisioterapia e terapias alternativas, como massagens, imobilização, acupuntura e outras são os tratamentos mais indicados, dependendo da extenção e da gravidade de cada caso.

Digitadores, caixa de banco, escriturário, ultrasonografistas e outras profissões que exigem movimentos repetitivos dos dedos são os mais propensos a contrair lesões do esforço repetido – LER – alertam os médicos ocupacionais https://pt.wikipedia.org/wiki/Quadril.Apesar de ser uma doença da area da medicina ocupacional o LER tem tratamento eficiente na medicina alternativa.

Rate this post